Campanha de vacinação contra H1N1 continua casa a casa e com agendamento nos postos de saúde.

As equipes de saúde, da Prefeitura de Campos do Jordão,  continuam a fazer a vacinação contra o H1N1, casa a casa.

São 18 equipes, que estão trabalhando de segunda a sexta. Aos sábados, há aumento no número de equipes, de acordo com a necessidade.

No último sábado foram 28 equipes. Nesta segunda fase serão vacinadas cerca de 2.857 pessoas portadores de diversas doenças crônicas. Também estão na lista prioritária os profissionais das forças de segurança e salvamento, caminhoneiros, motoristas e cobradores de ônibus, que estão trabalhando presencialmente na pandemia.

A campanha casa a casa está sendo feita, sobretudo, para os pacientes que apresentam maiores riscos de desenvolver a Covid-19.

Para os demais, a Prefeitura pede que liguem nas unidades de saúde mais próxima, para agendar data e horário contribuindo assim, para que não haja aglomeração de pessoas. O mesmo vale para os idosos. Se ainda não receberam a vacina, devem ligar no Posto de Saúde.

A vacina contra H1N1 não está sendo feita na Sala de Vacina, onde o atendimento é prioritário para as crianças.

Segunda fase da campanha de vacinação.

Na segunda fase, que teve início no dia 16 de abril estão sendo vacinados pacientes com risco clínico. As indicações são para pacientes com doenças respiratória, cardíacas, renais e neurológicas crônicas.

A campanha mantém a necessidade, no caso dos doentes crônicos, de prescrição médica, especificando o motivo da indicação da vacina, que deverá ser apresentada no ato da vacinação, assim como documento pessoal e caderneta de vacina.

Pacientes já cadastrados em programas de controle de doenças crônicas e acompanhamento do SUS, nas unidades de saúde da cidade, não precisam pegar a prescrição do médico da unidade, porque a equipe já tem a ficha de cada caso.

Em relação aos motoristas, caminhoneiros e cobradores de transporte coletivo, além de agendar o horário deverá ser apresentado documento comprobatório como carteira de trabalho, crachá funcional, carteira de sócio da classe, carteira de habilitação (C ou E) e documento pessoal.

De acordo com o Informe Técnico da 22° Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza (2020) do Ministério da Saúde, os pacientes portadores das seguintes condições crônicas deverão ser imunizados:

Doença Respiratória Crônica: Asma, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), Bronquiectasia, Fibrose Cística, Doenças Intersticiais do Pulmão, Displasia Broncopulmonar, Hipertensão Arterial Pulmonar e crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade. Doença Cardíaca Crônica: Doença Cardíaca Congênita, Hipertensão Arterial Sistêmica com Comorbidade, Doença Cardíaca Isquêmica e Insuficiência Cardíaca. Doença Renal Crônica: Doença Renal nos estágios 3,4 e 5, Síndrome Nefrótica e Paciente em Diálise.

Doença Hepática Crônica: Atresia Biliar, Hepatites Crônicas e Cirrose. Doença Neurológica Crônica: Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica;

Doença Neurológica Crônica: Acidente Vascular Cerebral, paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares; Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; Deficiência neurológica grave.

Diabetes: Diabetes Mellitus tipo I e II em uso de medicamentos.

Imunossupressão: Imunodeficiência Congênita ou adquirida, imunossupressão por doenças ou medicamentos.

Obesos: Obesidade grau III.

Transplantados: Órgãos sólidos e medula óssea. Portadores de Trissomias: Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Síndrome de Wakany, dentre outras trissomias.

Terceira fase

A 3°fase de vacinação, terá início a partir do dia 09/05/2020.
O público alvo é: Professores das escolas públicas e privadas, Crianças de 06 meses a menores de 06 anos, Gestantes, Puérperas, Povos Indígenas, Adultos de 55 a 59 anos de idade e Pessoas com Deficiência (deficiência física, auditiva, visual, intelectual, mental e deficiência múltipla).

2 comentários em “Campanha de vacinação contra H1N1 continua casa a casa e com agendamento nos postos de saúde.

  1. Em São Paulo já está na lista os motoristas de aplicativo aqui vcs não estão nem aí pra nós que precisamos trabalhar pois já estamos em dificuldade

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: