Campos do Jordão e região estão na fase laranja do Plano de Retomada das Atividades Econômicas do Governo de São Paulo

Com a divulgação nesta quarta-feira (27) do plano de retomada gradual das atividades no Estado de São Paulo, Campos do Jordão e região estão classificadas na zona laranja, a segunda fase dentre cinco previstas até a normalização de todas as atividades no estado. A medida autoriza a flexibilização com restrições a partir de 1 de junho.

A classificação das regiões do estado por cores serve para indicar aos prefeitos destas áreas quais as atividades que podem ser autorizadas.

No caso da zona laranja, os prefeitos poderão liberar:

Atividades imobiliárias; Concessionárias; Escritórios; Comércio; e Shoppings. Indústria e construção civil seguem funcionando normalmente.

RETOMADA CONSCIENTE

A “retomada consciente”, denominada assim pelo governador João Doria, compreende o período até 15 de junho. Fica a cargo de cada prefeitura decidir se vai reabrir todas as atividades citadas na Fase 2, qualificada como de “controle e atenção”.

São as Diretórias Regionais de Saúde que determinam, segundo o Estado, a capacidade de atendimento, transferências de pacientes e remanejamento de vagas de enfermaria e UTIs nos municípios.

Na fase 2 permanecem fechados: os espaços públicos, bares, restaurantes e similares, salões de beleza, academias e teatro e cinema, eventos e educação (a retomada de aulas presenciais não tem previsão de retomada).

A decisão da forma de abertura, em cada cidade, será do prefeito, porém, dentro dos parâmetros já estabelecidos do que pode abrir, em cada fase.

EM CAMPOS DO JORDÃO

Desde o dia 19 de Março, data da edição do primeiro decreto tratando do tema, a Prefeitura de Campos do Jordão vem tomando uma série de ações para que a retomada das atividades seja segura para a população e visitantes.

A primeira foi buscar uma parceria com cientistas e com especialistas em saúde, para analisar os números de casos e acompanhar a evolução e o controle epidemiológico da doença.

A esta ação somaram-se a compra de insumos e EPIs de segurança; mais ventiladores; atenção básica para as famílias em situação de vulnerabilidade e ampliação do número de testagem.

Num segundo momento, começaram a ser pensados os protocolos para a reabertura e a criação de um comitê com representantes da sociedade civil organizada.

A Prefeitura também encaminhou à Câmara Municipal um Projeto de Lei que institui medidas de enfrentamento do municípios à epidemias, com regras de funcionamento e estabelecendo cobrança de multa, quando houver violação.

O projeto será votado amanhã pela Câmara Municipal.

PRÓXIMOS PASSOS

Até sexta-feira, o Comitê deverá aprovar os protocolos municipais e a Câmara Municipal deverá ter votado a lei. Na sexta, o prefeito editará novo Decreto para o período de 1 a 15 de junho, onde irá definir as regras de abertura, dentre os estabelecimentos comerciais que tem autorização para funcionar nos primeiros 15 dias de junho.

Numa live, marcada para as 15h, o Prefeito irá se pronunciar, com as novas regras, que estarão depois no site da Prefeitura e nas redes sociais oficiais do município.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: