Prefeitura promove treinamento para tratamento de pacientes que tiveram Covid-19

Desde 2013, a Prefeitura de Campos de Jordão mantém um projeto de educação continuada para as equipes municipais de saúde. Na última semana, médicos e enfermeiros se reuniram no auditório do Complexo Municipal de Saúde, onde receberam informações sobre a construção de protocolo de diagnóstico de sequelas pós doença, assim como a reabilitação das condições crônicas desencadeadas pela contaminação do novo coronavírus.

A aula foi ministrada pelo médico apoiador da Secretaria de Saúde, o cardiologista Dr. Carlos Alberto Machado, em parceria com a Coordenação da Estratégia de Saúde da Família, com direção da Secretaria Municipal de Saúde.

Sequelas

Pouco mais de um ano do surgimento dos primeiros casos de Covid-19, cientistas ainda tentam entender os efeitos da doença. Há relato em pesquisas que mesmo depois de um ano, pacientes ainda relatam sintomas.

Além de fadiga, problemas para respirar e confusão mental tem sido relatados. Pesquisas também apontam que há um paralelo entre a gravidade da infecção e as sequelas deixadas. Alguns pesquisadores indicam que haverá aumento de doenças associadas ao vírus. Dentre elas doenças pulmonares, cardíacas, arritmias, infartos e doença renal são algumas das doenças que poderão aumentar, como resultado da pandemia.

Outro ponto, também, é o stress pós-traumático, que pode acontecer com qualquer doença grave, mas que com a Covid-19, tendem a se agravar, por ser uma doença nova e cercada de incertezas.

“É preciso que as pessoas que tiveram Covid-19, fiquem atentas para a qualquer sintoma como falta de ar, palpitações, dor de cabeça intensa e fadiga. Nestes casos, deve-se procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua casa”, afirmou o médico.

Ele também reforçou a importância de manter o cuidados, tanto para a população em geral, como para os que já tiveram Covid-19, ou que já tenham sido vacinados.

“Os cuidados como máscara, distanciamento, não aglomerar e o uso de álcool em gel, devem ser mantidos, mesmo para os vacinados ou quem já teve a doença”, explicou o médico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: