Oficinas culturais online estão com inscrições abertas em Campos do Jordão

Estão abertas até o próximo dia 17 de maio as inscrições para as Oficinas Culturais Online da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa. A ação é uma parceria com os municípios paulistas, e a Prefeitura de Campos do Jordão e demais cidades paulistas.

Todos os cursos são totalmente gratuitos, abertos a todos os interessados e haverá emissão de certificado conforme frequência.

As inscrições já podem ser realizadas através do formulário disponível no link: https://bit.ly/3fhOhZv.

Continuar lendo “Oficinas culturais online estão com inscrições abertas em Campos do Jordão”

Em pronunciamento, Prefeito define novas medidas incluindo a instalação de uma UTI

Principais pontos

Comitê Estratégico auxiliará finalização de protocolos para a reabertura

Cidade tem acompanhamento de Grupo de Cientistas

Novo protocolo amplia utilização de Testes rápidos que passam a ser aplicados nos Casos de Síndrome Gripal

Prefeitura estuda montagem de UTI no complexo municipal de saúde

Mais de mil cestas básicas foram distribuídas

Continuar lendo “Em pronunciamento, Prefeito define novas medidas incluindo a instalação de uma UTI”

Prefeitura prorroga isolamento social até o dia 31 e cria Comitê que vai estudar regras de reabertura

Prefeitura de Campos do Jordão prorroga isolamento social até 31 de maio seguindo orientações da Justiça Pública Nacional, da OMS, do Governo do Estado de São Paulo, da saúde e da ciência.

Em Decreto editado na manhã desta segunda-feira (11) o prazo do isolamento social em Campos do Jordão foi prorrogado até dia 31 de maio de 2020, mantendo-se as diretrizes dos decretos anteriores.

No Decreto, o prefeito Fred Guidoni, também criou um Comitê de Gestão Estratégica de Riscos que vai preparar a reabertura, com os setores locais, quando ela for possível.

O Comitê terá a tarefa estudar e propor protocolos para a reabertura de maneira planejada e gradativa, em consonância com as determinações estaduais, os julgados no STF e as diretrizes de isolamento social do Ministério da Saúde. O objetivo é de que, até o fim do mês, a cidade esteja preparada para uma reabertura segura para moradores e visitantes, garantindo assim que a cidade esteja preparada nos meses de junho e julho para a alta temporada de inverno.

Nova Live
O prefeito fará amanhã, às 18h, um pronunciamento onde irá detalhar a dinâmica do trabalho, os estudos científicos específicos para a cidade e as novas ações de saúde que estão sendo implantadas, para que, de maneira segura e eficiente, a cidade possa a voltar a receber turistas.

“Reabrir antes do tempo e de maneira assoberbada e desorganizada pode ser pior e trazer prejuízos ainda maiores do que os que já estamos vivendo. Por isso a importância dessa reabertura ser muito bem elaborada, planejada e executada com a ajuda de todos. Senão, um possível novo fechamento seria fatal a muitas pessoas e empresas, tanto do ponto de vista da saúde como da economia. Chegamos firmes e unidos até aqui. Vamos avançar seguros e juntos” disse o prefeito de Campos do Jordão.

https://bit.ly/2WJnCMR

Campos do Jordão continua com 31 casos confirmados para Covid-19


De ontem, quinta-feira (28), para hoje sexta-feira, 29 de maio, a cidade de Campos do não registrou mais nenhum um caso positivo para Covid 19. A cidade continua com 31 casos confirmados na cidade.

Dentre os casos confirmados, Campos do Jordão aumentou o número de pacientes curados de 11 para 21 na data de hoje. Entre os 9 pacientes confirmados, que estão em tratamento, 8 estão em isolamento domiciliar e 1 está internado no Hospital Regional de Taubaté.

A cidade também descartou mais setes casos suspeitos com o recebimento dos exames como negativo.

A Prefeitura ainda aguarda o exame de uma senhora de 53 anos que faleceu no início da semana.

Os casos que estão em isolamento domiciliar, tanto os que já tem a doença diagnosticada, quanto os casos suspeitos, são acompanhados pelas equipes de saúde.

É importante lembrar que estes pacientes e seus familiares devem continuar em isolamento, evitando, inclusive saídas ocasionais, ainda que de máscara.

A administração municipal, destaca ainda a importância de manter o isolamento social e pede que as pessoas que ainda não fazem parte da flexibilização, que fiquem em casa. Caso tenham que sair, lembrem-se do uso de máscara e da higienização frequente das mãos, com água e sabão ou álcool em gel.

Governo de SP prorroga quarenta até 31 de maio para evitar colapso na Saúde

Ritmo acelerado de contágio aumenta número de infectados e mortes por COVID-19; isolamento social precisa chegar a pelo menos 55% Sex, 08/05/2020 – Do Portal do Governo

*Atualizado às 14h42.

resumo em 3 tópicos

  • Quarentena está prorrogada em todos os 645 municípios paulistas até 31 de maio
  • Medida se deve ao aumento crítico no total de infectados e de mortes por COVID-19
  • Quanto mais tempo o isolamento social ficar abaixo de 55%, mais longa será a quarentena

O Governador João Doria confirmou nesta sexta-feira (8) que a possibilidade de flexibilização da quarentena em São Paulo está suspensa em todos os 645 municípios paulistas até 31 de maio. A prorrogação se deve ao ritmo acelerado de contágio do coronavírus e o aumento crítico no total de infectados e de mortes por COVID-19, com risco iminente de colapso no sistema de saúde.

“Como Governador de São Paulo, eu gostaria de dar uma notícia diferente, mas o cenário é desolador. Teremos que prorrogar a quarentena até o dia 31 de maio. Queremos em breve poder anunciar a retomada gradual da economia, como está previsto no Plano São Paulo”, disse Doria.

“O pior cenário é o que alia mortes e recessão. Adotar a quarentena, como fizemos aqui em São Paulo, não é uma tarefa fácil. Mas trata-se de proteger vidas no momento mais difícil e crítico da história deste país”, acrescentou o Governador. “A nossa decisão de prorrogar a quarentena é a decisão pela vida”, completou.

A aceleração acentuada da contaminação por coronavírus em São Paulo coincide com a queda sensível nos índices de isolamento social em todo o estado. A média paulista chegou a 47% na última quinta (7), muito longe da taxa considerada ideal, de 70%, e abaixo do mínimo de 55% estipulado como nova meta pelas autoridades em saúde.

A decisão do Governo do Estado foi avalizada integralmente pelos especialistas do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo. O grupo é coordenado interinamente pelo diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas – o médico infectologista David Uip, que já teve COVID-19 e conseguiu superar a doença, se afastou novamente da coordenação por recomendação médica.

A última reunião técnica dos 16 integrantes do Centro de Contingência do coronavírus aconteceu na última terça (5). A recomendação ao Governo do Estado pela extensão da quarentena foi unânime. Nos últimos 30 dias, o avanço da doença subiu 3.300% no interior e litoral e 770% na capital.

“Não existe nenhuma dúvida, do ponto de vista do Centro de Contingência, de que essas medidas têm que ser prolongadas em virtude da gravidade do momento”, afirmou Dimas Covas. Até a tarde de quinta, o estado de São Paulo registrava 39.928 casos confirmados de COVID-19 e 3.206 mortes.

Embora o cenário atual seja muito preocupante, um modelo matemático do Centro de Contingência aponta que o isolamento social em todo o estado de São Paulo evitou mais de 40 mil mortes desde o dia 24 de março. Porém, a alta taxa de ocupação de leitos em hospitais por COVID-19 é o principal gargalo que exige a manutenção da quarentena.

Também durante a coletiva, foi apresentado dados de um estudo realizado por pesquisadores da USP e Unicamp que indica o impacto do isolamento na diminuição de óbitos no país. Somente em São Paulo, entre os dias 8 e 21 de maio, os pesquisadores estimam quem 3.346 vidas sejam salvas.

Na região metropolitana da capital, a taxa de ocupação de leitos para pacientes de coronavírus é de 89,6% em UTI e 74,9% em enfermaria, enquanto os índices estaduais ficam em 70,5% e 51,3%, respectivamente. Para que São Paulo possa sair da quarentena sem colocar o sistema de saúde em risco, os índices de ocupação hospitalar por COVID-19 precisam ficar abaixo de 60%.

Quanto maior o tempo em que a taxa de distanciamento ficar abaixo de 55%, mais longa será a necessidade de manutenção da quarentena nos 645 municípios de São Paulo. Caso as taxas subam, a flexibilização para reabertura de atividades não essenciais poderá ser adotada a em junho.

Plano São Paulo

Os requisitos da flexibilização vão se basear em critérios técnicos que incluem, como fatores principais, a redução sustentada dos números de novos casos de COVID-19 por 14 dias e a manutenção da ocupação dos leitos de UTI em patamar inferior a 60%. As medidas são semelhantes às adotadas por países como EUA, Alemanha, Áustria e China.

A retomada total das atividades econômicas será norteada pelo Plano São Paulo, que vem sendo construído em diálogo permanente com o setor econômico. O Estado já recebeu e analisou contribuições de mais de 150 entidades e 250 empresas, que apresentaram mais de 3 mil diretrizes e propostas. As medidas vão priorizar os setores de acordo com a vulnerabilidade econômica e empregatícia. As áreas de Transportes e Educação receberão faseamento diferenciado.

Conselho Municipalista

O Governador ainda anunciou a criação do Conselho Municipalista, que irá pactuar as futuras decisões de flexibilização da quarentena e retomada total da economia em São Paulo. O grupo será composto pelos 16 prefeitos de cidades sede de regiões administrativas do Estado e pelo Governador João Doria, o Vice-Governador Rodrigo Garcia e os Secretários de Estado José Henrique Germman (Saúde), Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional), Patrícia Ellen (Desenvolvimento Econômico) e Henrique Meirelles (Fazenda e Planejamento).

Durante a coletiva, foi apresentado estudo desenvolvido por pesquisadores da USP e da Unicamp que demonstra como medidas de isolamento ajudam a salvar vidas. Somente no Estado de São Paulo, 3.346 vidas serão salvas entre 8 e 21 de maio, de acordo com estimativa feita pelos pesquisadores.

Campanha de Vacinação contra Gripe entra na terceira fase a partir da próxima segunda-feira

A Campanha de Vacinação contra a Gripe entra em sua terceira fase na próxima segunda-feira, dia 11. Campos do Jordão, já recebeu mais 4 mil doses. O objetivo é vacinar e proteger pessoas com maior risco de exposição e contágio ao vírus influenza.
Conforme cronograma da Secretaria Municipal de Saúde, entre os dias 11 e 17 de maio, devem ser imunizadas crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com deficiência, gestantes e mulheres no pós-parto.

Continuar lendo “Campanha de Vacinação contra Gripe entra na terceira fase a partir da próxima segunda-feira”

Prefeitura atua para evitar aglomerações na Caixa Econômica Federal

A Prefeitura montou nesta quarta-feira (6), uma estrutura com tendas e cadeiras, para atender as pessoas que precisam ir à Caixa Econômica Federal.

Em parceria com a gerência local,  a estrutura foi instalada no estacionamento do banco. A partir de amanhã, as pessoas poderão esperar o atendimento em cadeiras instaladas a uma distância segura e receberão senhas.

Desde a semana passada, a Prefeitura vem entregando máscaras, para quem está na fila. Este trabalho será intensificado a partir de amanhã, quando o uso torna-se obrigatório em todo o Estado de São Paulo, também nas ruas.

As medidas fazem parte do programa estratégico da Prefeitura para evitar a propagação do novo coronavírus.

Prefeitura reforça fiscalização no comércio essencial para evitar a propagação da Covid-19

386 estabelecimentos comerciais vistoriados, 13 fechados e 47 notificados. Este é o balanço das Ações Integradas de Fiscalização, promovidas pela Vigilância Sanitária e Guarda Municipal em diferentes bairros da cidade. O principal objetivo das fiscalizações foi verificar a adequação dos comércios essências em funcionamento, aos Decretos Municipais que determinam ações de para a prevenção à covid-19.

As fiscalizações foram realizadas em sua maioria pelos fiscais sanitários, a partir do dia 15 de abril. Em algumas ações, houve o acompanhamento da Polícia Militar ou Guarda Municipal.

Nestas averiguações os responsáveis pelos estabelecimentos receberam cópias dos decretos editados e indicações de como seguir o protocolo de prevenção no município.

Barreiras Sanitárias

No último fim de semana, a barreira sanitária vistoriou 2.117 veículos. Destes, 38%,  foram de pessoas de São Paulo quem mantém casa na cidade. Foi a primeira barreira instalada na cidade, onde os paulistas não foi maioria. Desta vez, a maioria dos visitantes vieram do Vale do Paraíba, principalmente São José dos Campos, Taubaté, Pindamonhangaba e Jacareí. São cidades onde há um crescimento potencial da doença. Mesmo informados de que todos os atrativos e restaurantes estão fechados, as pessoas afirmaram, em sua maioria, que vieram visitar parentes ou amigos.

A secretaria municipal de saúde, pede aos moradores que evitem receber visitas neste período.

“Mesmo as pessoas assintomáticas, podem estar contaminadas. Somos uma cidade hospitaleira e é difícil dizer não, principalmente para pessoas queridas, mas neste momento é necessário”, afirma o secretário de saúde Márcio Stievano.

Decisão do Tribunal de Justiça determina fechamento de salões de beleza e barbearias

Em atendimento a decisão judicial emitida na tarde de ontem (5) pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, os salões de beleza e barbearias em Campos do Jordão deverão ser fechados enquanto perdurar o decreto que prevê o isolamento social.
A ação foi proposta pelo procurador-geral de Justiça do Estado de São Paulo e acolhida pelo Tribunal de Justiça. A exemplo de outras cidades, o TJ/SP tem decidido pela manutenção do pressuposto no Decreto Estadual, que não considerou os salões como serviços essenciais.
A Prefeitura ainda não foi formalmente intimada, porém, já se adiantando e em respeito à decisão judicial, torna pública a liminar e providenciará o respectivo cumprimento imediato.
Todos os outros serviços essenciais, constantes do Decreto Municipal 8116, de 20 de abril de 2020, permanecem inalterados e continuam a funcionar com as regras sanitárias pré-estabelecidas.
Os fiscais sanitários e a Guarda Municipal estão dando cumprimento à medida e informando aos proprietários de salões, a decisão.

Parceria Prefeitura e Farma Conde realiza pulverização contra coronavírus em Campos do Jordão

Nos dias 29 e 30 de abril, a Prefeitura fez um novo trabalho de pulverização contra o coronavírus em parceria com a Farma Conde. A empresa está fazendo a mesma ação em diversas cidades da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte e deve voltar à Campos do Jordão, nas próximas semanas, para mais uma ação.

Em Campos do Jordão, foram utilizados 3 tratores com pulverização de grande porte e 8 pulverizadores costais. Como os equipamentos são menores do que o Caminhão Pipa que já vem fazendo as ruas e avenidas mais largas, a Prefeitura solicitou que o trabalho fosse feito nas vilas, incluindo escadões e vielas com maior fluxo de pessoas.

Continuar lendo “Parceria Prefeitura e Farma Conde realiza pulverização contra coronavírus em Campos do Jordão”